Dicas para os editais de games da ANCINE

A Agência Nacional de Cinema (ANCINE) passou a ser um importante agente fomentador da atividade de desenvolvimento de games no Brasil. Seu diretor-presidente, Manoel Rangel, afirmou que o “Brasil é um importante mercado consumidor de jogos eletrônicos, mas são poucos os jogos brasileiros existentes. Com esta ação estamos estimulando o desenvolvimento de mais jogos no Brasil e esperamos contribuir para o fortalecimento dos desenvolvedores brasileiros independentes. Os jogos eletrônicos trazem enorme impacto cultural, econômico e tecnológico. Além de entreter, eles influenciam hábitos, transmitem valores e podem contribuir para a difusão da cultura brasileira de uma forma lúdica[1].

 

No final de 2016, foi lançada a primeira Chamada Pública da Ancine para investimento com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) na produção de jogos eletrônicos – Edital PRODAV 14/16, com aportes de R$ 250 mil a R$ 1 milhão em projetos de desenvolvimento. No início do mês foi publicado o resultado da seleção com as 23 selecionadas [2]:

PROJETO PROPONENTE UF INVESTIMENTO
Arani DIORAMA DIGITAL COMPUTACAO GRAFICA LTDA ME PE 975.475,00
Out of Space BS JOGOS ELETRONICOS LTDA. DF 1.000.000,00
Areia RAIMBAULT HUMBERTO & PEREIRA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA – ME MG 500.000,00
BugiDroids 44 Entretenimento Interativo Desenvolvimento de Software Ltda. SP 500.000,00
DeMagnete VR BitCake Studio Desenvolvimento de Software Ltda RJ 500.000,00
GUTS Flux Game Studio Jogos Digitais LTDA SP 500.000,00
Hero Among Us A.D.F. DESENVOLVIMENTO DE JOGOS LTDA SP 400.000,00
Keen CAT NIGIRI LTDA ME SC 255.192,30
RACKETBOY DOUBLE DASH SOLUCOES EM JOGOS ELETRONICOS LTDA – ME RJ 500.000,00
RAIDBOSS OKTAGON DESENVOLVIMENTO DE JOGOS ELETRONICOS AS RJ 485.883,70
SAND BULLETS DUAIK ENTRETENIMENTO LTDA – ME SP 499.980,00
SILO J O DE QUEIROGA NETO ME AM 500.000,00
Super Volley MERKEL & SCORTEGAGNA LTDA – ME RS 498.200,00
TerraCodex: As Onze Relíquias Webcore Servicos Ltda SP 499.469,00
Tetragon Cafundó Estúdio Criativo LTDA ME SC 400.000,00
Addle Earth Sunland Estudios de Entretenimento Ltda MG 250.000,00
BaconRun! Kokku Games Ltda PE 237.500,00
Cupins de Tromba Trem Copa Studio Produtora Audiovisual Ltda RJ 250.000,00
Gravity Heroes Studica Brasil Software EIRELI SP 250.000,00
Josh Journey: Totens da Escuridão IURI ARAÚJO CARDOSO TEIXEIRA – ME GO 250.000,00
Kriaturaz Messier Games & Animation Ltda – EPP SP 250.000,00
Musashi X Cthulhu SANDRO TOMASETTI – DESENVOLVIMENTO SOFTWARE – ME PR 248.300,00
Projeto Sertão – Ep. 2 Virtualize Interatividade Digital Ltda EPP BA 250.000,00

 

Esta semana foi publicada a nova edição do programa de fomento em games – Edital PRODAV 14/17. [3] Por isso, achamos que seria bom escrever esse artigo com perguntas e respostas para descomplicar o texto do edital e dar dicas para os interessados. Vamos lá?

Terracodex: as 11 relíquias, da WebcoreStudios, um dos jogos selecionados no último edital

 

PRIMEIRA PARTE- PERGUNTAS GERAIS

Qual tipo de projeto será apoiado?

Propostas de PRODUÇÃO de jogos eletrônicos para exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis.

 

O apoio é a “fundo perdido”/ não reembolsável?

Não. A ANCINE faz um investimento a partir dos recursos do FSA, tendo participação nos resultados de exploração comercial da obra.

 

Quanto eu posso pedir?

O Edital prevê investimentos em três categorias de projetos: até 250 mil, até 500 mil ou até 1 milhão.

 

Existe algum critério de preferência no edital?

Sim! Serão destinados, no mínimo, 30% dos recursos para produtoras sediadas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e no mínimo 10% para produtoras sediadas no Sul ou nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.  E vale atentar que para cumprimento do critério de regionalidade as produtoras precisam ter sede comprovada nas regiões acima há mais de um ano, tendo como base a data de lançamento do Edital PRODAV 14/17 (08/05/17).

 

Posso apresentar mais de um projeto?

Será aceito somente 01 (um) projeto por proponente ou Grupo Econômico. Caso haja a inscrição de mais projetos por proponente ou Grupo Econômico, será considerado o que tiver sido inscrito por último.

 

O que eu posso financiar com os recursos do edital?

Você poderá financiar itens como: pessoal próprio (equipe); serviços de terceiros; diárias e passagens; locação de equipamentos e material permanente; licença de softwares; licenciamento de direitos de uso de propriedade intelectual brasileira; taxas de registro de software e marca; gerenciamento do projeto; assessoria de imprensa, ações na internet, eventos de divulgação, produção de cartazes, montagem de cenas da obra para divulgação (trailer). Importante destacar que algumas dessas rubricas têm teto no orçamento do projeto. Não serão financiáveis despesas de distribuição, comercialização, divulgação e promoção; despesas gerais de custeio da empresa proponente; aquisição de licenças sobre marcas e conteúdo protegido por direito autoral estrangeiro; aquisição de equipamentos e material permanente.

 

Qual o meu prazo?

O período de inscrição inicia-se em 08/05/2017 e encerra-se no dia 03/07/2017, às 18 horas.

 

Bacon Run, da Kokku Games, outro dos contemplados do último edital

SEGUNDA PARTE – CRITÉRIOS DE INSCRIÇÃO

Tenho que estar formalizado para de alguma maneira para participar?

Sim. Existem critérios regulatórios para participação:

  1. Ser registrado na ANCINE como Agente Econômico Brasileiro Independente[4] (IN 91/2016).
  2. Ter alguma dessas atividades listadas no CNAE da proponente: 59.11-1/01 – Estúdios cinematográficos; 59.11-1/02 -Produção de filmes para publicidade; 59.11-1/99 – Atividades de  produção  cinematográfica,  de  vídeos  e  de  programas  de televisão não especificadas anteriormente; 6201-5 – Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; 6202-3 – Desenvolvimento    e    licenciamento    de    programas de    computador customizáveis; 6203-1 – Desenvolvimento   e   licenciamento   de   programas   de   computador   não customizáveis;
  3. Não ser   controladora, controlada   ou   coligada   a empresa agregadora   de serviços   de   jogos   eletrônicos ou provedor   de   serviços   de   jogos   eletrônicos ao consumidor final;
  4. Não estar vinculada a instrumento que, direta ou indiretamente, confira ou objetive conferir a sócios minoritários, quando estes forem agregadores de serviços de jogos eletrônicos ou provedores de serviços de jogos eletrônicos ao consumidor final, direito de veto comercial ou qualquer tipo de interferência comercial sobre os conteúdos produzidos;
  5. Não manter   vínculo   de   exclusividade   que   a   impeça   de   produzir   ou comercializar para terceiros os jogos por ela produzidos.
  6. Ter Poder Dirigente sobre o game, ou seja, poder de controle real da(s) produtora(s) sobre os processos de produção e comercialização do jogo eletrônico e seus resultados.

 

Ao mesmo tempo, não poderão participar da Chamada Pública projetos que:

  1. Tenham proponentes ou coprodutoras que possuam dentre os sócios, gerentes e/ou administradores: i) servidores ou   ocupantes   de   cargo   em   comissão   da   ANCINE,   respectivos cônjuges ou companheiros ou parentes em linha reta, colateral ou por afinidade até o 2º grau; ii) funcionários do BRDE, respectivos cônjuges ou companheiros ou parentes em linha reta, colateral ou por afinidade até o 2º grau; iii) membros  da  Comissão  de  Seleção,  respectivos  cônjuges  ou  companheiros  ou parentes em linha reta, colateral ou por afinidade até o 2º grau.
  2. Estejam concorrendo ou que já tenham sido contratados em outras Chamadas Públicas do FSA destinadas à produção de jogos eletrônicos.

 

Posso inscrever meu projeto se minha empresa pertencer a um Grupo Econômico?

Sim! O Edital aceitará projetos de empresas pertencentes a Grupos Econômicos e esta muitas vezes é uma forma de alcançar maior pontuação nos critérios de avaliação. No entanto, caso haja inscrição de mais de um projeto por Grupo Econômico ou por proponente, a Chamada Pública considerará apenas o projeto com inscrição mais recente.

 

Meu game pode ser desenvolvido em coprodução?

Sim, mas isso deverá ser comprovado por contrato e influenciará a inscrição e forma de investimento e retorno da ANCINE. No entanto, é importante se atentar para quem será a proponente do projeto pois ela deverá cumprir alguns critérios de divisão de direitos sobre a obra e será responsável por obrigações e gestão do projeto perante a ANCINE.

 

Meu projeto tem que estar em alguma etapa específica de produção?

Não! Podem ser inscritos projetos que se encontrem em quaisquer das etapas de produção, desde que o jogo não tenha sido lançado comercialmente.

 

Meu game tem que ter algum critério técnico?

Sim! O game tem que ser considerado obra brasileira independente, ou seja, deve atender a um desses requisitos:

  1. Ser produzido por agente econômico brasileiro independente registrado na ANCINE, e utilizar para sua produção, no mínimo, 2/3 (dois terços) de artistas e técnicos brasileiros ou residentes no Brasil há mais de 5 (cinco) anos;
  2. Ser produzido por agente econômico brasileiro independente registrado na ANCINE, em associação com empresas de outros países com os quais o Brasil mantenha acordo de coprodução audiovisual e em consonância com os mesmos;
  3. Ser produzido por agente econômico brasileiro independente registrado na ANCINE, em associação com empresas de outros países com os quais o Brasil não mantenha acordo de coprodução audiovisual, assegurada a titularidade de, no mínimo, 40% (quarenta por cento) dos direitos patrimoniais da obra à empresa produtora brasileira, e utilizar para sua produção, no mínimo, 2/3 (dois terços) de artistas e técnicos brasileiros ou residentes no Brasil há mais de 3 (três) anos.

 

Os jogos deverão ser entregues com conteúdo em língua portuguesa e inglesa, sem prejuízo da comercialização em outros idiomas. Excepcionalmente será aceita a entrega somente em português.

 

Os jogos a serem produzidos também não poderão conter propaganda religiosa ou política, conteúdo pornográfico, ou serem caracterizados como JOGOS SÉRIOS ou JOGOS PUBLICITÁRIOS.

 

Meu jogo pode usar conteúdos e direitos de propriedade intelectual de terceiros?

Sim! É possível participar do edital prevendo a necessidade de licenciamento ou outro tipo de contrato de aquisição de direitos para produção do game. Nesse caso, é importante se atentar aos detalhes do item 5.1 do edital!

 

Quais são os cuidados na elaboração do orçamento de produção?

Os principais cuidados são:

  1. Destacar itens da produção que não serão financiados pelos recursos do Edital;
  2. Respeitar os tetos estabelecidos para cada rubrica;
  3. Prever verba para a assessoria jurídica e contábil do projeto;
  4. Prever os custos de 01 (uma) atualização, no mínimo, posterior ao lançamento comercial da obra, com objetivo de corrigir erros (“bugs”) e/ou trazer conteúdo novo para dentro do jogo.

 

Addle Earth, da Sunland Studios, mais um selecionado no PRODAV

TERCEIRA PARTE – PROCEDIMENTO

Como é feita a inscrição do projeto?

A inscrição é feita pela via digital no site: www.brde.com.br/fsa.

 

Quais são as etapas de participação?

As etapas do edital são:

  1. Inscrição: feita pela internet com o envio dos anexos do edital preenchidos.
  2. Habilitação: análise de cumprimento dos requisitos formais de inscrição. É possível recorrer caso o projeto não seja habilitado.
  3. Seleção: fase de avaliação dos projetos. Os projetos habilitados recebem pontuações a partir de análise feita por especialistas. As notas e relatórios de avaliação são publicadas, cabendo recurso. Em seguida é iniciada uma fase de defesa oral dos projetos (que acontecerá no Rio de Janeiro). Os custos dessa defesa serão da própria proponente.
  4. Publicação do resultado final
  5. Contratação do Investimento
  6. Desembolso
  7. Prestação de Contas

 

Quais são os critérios de avaliação de minha proposta?

Os projetos serão avaliados a partir de 4 quesitos (divididos em 12 itens) com pesos diferentes entre si: (1) Aspectos do jogo e adequação do público (35%); (2) Qualificação técnica e equipe principal (15%); (3) Capacidade gerencial e desempenho da produtora, seus sócios e Grupo Econômico (20%); (4) Planejamento e adequação do plano de negócios (30%).

 

Quais os cuidados na inscrição?

É muito importante que o proponente faça uma inscrição bem-feita pois na fase de avaliação, por exemplo, não será possível juntar documentação complementar ou corrigir o que já foi enviado. Sugerimos que, além do edital, o proponente dê uma olhada também nos anexos para se certificar que está dentro do regulamento e resolver eventuais pendências a tempo.

 

Quais os cuidados que devo ter na fase de contratação?

Após a divulgação do resultado final, os projetos selecionados estão aptos a receber o investimento pleiteado, mas o aporte só acontece após a formalização do Contrato de Investimentos firmado entre o BRDE e a proponente do projeto.

 

Um detalhe que muitas vezes é deixado de lado é que previamente à formalização do referido contrato há que ser cumprida uma série de exigências, que muitas vezes acaba prolongando o prazo esperado pelas produtoras para o recebimento dos valores. Portanto, é importante estar em dia com a documentação para evitar certos entraves burocráticos.

A proponente terá prazo de até 60 dias após a divulgação dos projetos selecionados para apresentar a documentação prevista no Anexo III do Edital:

  1. Documentação Física: a) Ficha Cadastral Pessoa Jurídica; e; b) Declaração sobre Condição de Pessoa Politicamente Exposta, da proponente e da interveniente, de acordo com os modelos disponibilizados no sítio eletrônico do BRDE[5];
  2. Documentação Eletrônica: a) Contratos entre a proponente e os profissionais ocupantes das funções de gerente de projeto, game designer e chefe de programação; b) Contrato de coprodução internacional; c) Contrato de comercialização ou de distribuição; d) Contratos de parcerias para distribuição, tais como codistribuição e agenciamento de mídia; e) Contratos que envolvam participação na comissão de distribuição e/ou participação na recuperação das despesas de comercialização; f) Contratos que envolvam cessão de direitos patrimoniais, licenças de exploração comercial e adiantamentos de receita (pré-venda); g) Contratos e comprovantes de investimentos, patrocínios, doações, prêmios e outras formas de aporte para a execução do jogo; h) Orçamento detalhado, em planilha eletrônica editável, conforme ANEXO XI[6] da Chamada Pública.

 

A proponente também deverá estar adimplente perante a ANCINE, o FSA e o BRDE, devendo ainda comprovar regularidade fiscal, previdenciária, trabalhista, para com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS e no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados do Setor Público Federal (CADIN). Para isso, recomendamos consultar seu advogado e seu Contador e manter a documentação societária atualizada.

 

Notem que o Edital prevê prazos para apresentar a documentação, responder diligências e enviar o contrato assinado, sob pena de ter o projeto arquivado e perder o direito à contratação.

 

Qual o tempo de duração de todo o processo?

Na edição anterior, as inscrições começaram em 06/12/2016 e o resultado final foi publicado em 08/05/2017. Ou seja, estamos falando de um processo de cerca de 6 meses até a divulgação do resultado, acrescido do período de contratação que deverá variar dependendo do cumprimento das exigências documentais por parte da proponente.

 

Hero Among Us, da Fire Horse Studio, também será apoiado pela ANCINE

QUARTA PARTE – EXECUÇÃO, GESTÃO FINANCEIRA E PRESTAÇÃO DE CONTAS

Como é feito o pagamento pela ANCINE?

O pagamento é feito em uma conta corrente aberta especialmente para movimentações financeiras do projeto.

 

O desembolso é feito de uma vez?

Sim, mas está condicionado à comprovação da captação de 80% do orçamento de produção (da parte brasileira), incluído o valor do investimento do FSA, e Contrato de distribuição com distribuidora ou declaração de distribuição própria – conforme ANEXO XII. Essa comprovação deve acontecer em até 12 meses da assinatura do contrato.

 

Tenho algum prazo para execução do projeto?

Sim! O prazo é de 24 meses a contar do desembolso.

 

Devo prestar contas dos recursos?

Sim. A contratada do projeto selecionado deverá apresentar o conjunto de documentos e materiais que proporcionem a aferição do cumprimento de objeto do projeto e a correta e regular aplicação dos recursos.

 

RaidBoss, da Oktagon Games, outro beneficiado pelo programa de fomento

QUINTA PARTE – OUTROS ASSUNTOS

O que é a candidatura opcional ao PROCULT/BNDES?

O Edital prevê a possibilidade das proponentes classificadas para a fase de Decisão de Investimento a possibilidade de se candidatar para recursos do Procult. Essa é uma linha de financiamento subsidiado do BNDES que apoia iniciativas como o desenvolvimento de games. [7] Em 2016 o banco aprovou sua primeira operação para o setor. [8]

 

O uso de recursos da ANCINE gera alguma limitação na exploração do meu game?

Sim! Os itens 5.2 e 5.3 do Edital, por exemplo, preveem algumas regras para licenciamento do game durante sua exploração comercial, tais como:

  1. As licenças de comercialização para lojas do jogo eletrônico produzido com recursos deste edital deverão observar um período de vigência, caso haja, limitado a 24 (vinte e quatro) meses;
  2. As licenças de distribuição para distribuidoras do jogo eletrônico produzido com recursos deste edital deverão estar em consonância com as seguintes condições: i) o lançamento comercial do jogo deverá ocorrer em até 12 (doze) meses, a contar da conclusão da obra; ii) A propriedade intelectual da marca e de softwares derivados da produção do jogo deverá permanecer com a(s) produtora(s) brasileira(s) independente(s).

 

Essas limitações existem como uma forma de garantir o retorno do aporte do FSA. Afinal, o FSA terá direito à participação nas receitas decorrentes da exploração comercial do jogo eletrônico, seus elementos e obras derivadas, no período compreendido entre a data de inscrição do projeto na Chamada Pública e até 7 anos após a data de lançamento do jogo.

 

O retorno financeiro do FSA será calculado sobre a RECEITA LÍQUIDA DA PRODUTORA –RLP obtida, entre outros, através de: a) Licenciamento de uso do jogo; b) Licenciamento de expansões ou complementações do jogo; c) Licenciamento de marcas, imagens, elementos e direitos de adaptação; d) Transações comerciais dentro do aplicativo (in-app purchases); e) Remuneração com exposição de conteúdo publicitário.

 

Quais são as outras obrigações que merecem minha atenção?

  • A proponente deverá entregar à Cinemateca Brasileira 01 (uma) cópia do jogo, em sua configuração comercial, para fins de preservação.
  • Inserção da marca da ANCINE nos créditos do jogo;
  • A proponente deverá guardar todos os comprovantes fiscais relativos às despesas com os itens financiáveis do edital para fins de prestação de contas.

 

Posso ser penalizado de alguma maneira?

Sim. As penas podem ser de proibição de participação em chamadas da ANCINE, devolução dos recursos, multas, entre outras.

 

Achei o processo muito complicado, mas quero participar. O que fazer?

Existem ao menos duas possibilidades: (1) se associar com alguma produtora de audiovisual que tenha experiência com editais da ANCINE e possa ajudar na montagem e execução do projeto; (2) contratar uma consultoria especializada e/ou escritório de advocacia que atue nesse tipo de edital.

 

Abraços e boas ideias!

 

Imagem da capa: jogo Aranis, da Diorama Digital

 

Notas

[1] https://www.ancine.gov.br/pt-br/sala-imprensa/noticias/programa-brasil-de-todas-telas-vai-investir-r-10-milh-es-no-desenvolvimento-0

[2] Confira: http://www.brde.com.br/fsa/chamadas-publicas/producao/chamada-publica-brdefsa-prodav-022016-2/ ; e http://overloadr.com.br/especiais/2017/05/conheca-todos-os-23-jogos-contemplados-no-edital-de-games-da-ancine/

[3]http://www.brde.com.br/wp-content/uploads/2017/05/Edital_PRODAV-14-2017.pdf

[4] Instrução Normativa n. º 91/2016 da ANCINE. Art. 8º-A O agente econômico será classificado no ato do seu registro em relação as seguintes qualificações de forma não excludente:

I – Brasileiro de capital nacional nos termos do art.1º, inciso III;

II – Brasileiro nos termos do art.1º, §2º da MP 2.228- 1/2001;

III – Brasileiro independente.

  • Para fins de classificação conforme o inciso I do caput, será equiparada a empresa brasileira a pessoa natural brasileira.
  • Para fins de classificação conforme o inciso II do caput, considera-se empresa brasileira aquela constituída sob as leis brasileiras, com sede e administração no País, cuja maioria do capital total e votante seja de titularidade direta ou indireta, de brasileiros natos ou naturalizados há mais de 5 (cinco) anos, os quais devem exercer de fato e de direito o poder decisório da empresa.
  • Para fins de classificação conforme o inciso III do caput, considera-se produtora brasileira independente a empresa que produza conteúdo audiovisual e que atenda às seguintes condições, cumulativamente:

I – ser constituída sob as leis brasileiras;

II – ter sede e administração no País;

III – ter 70% (setenta por cento) do capital total e votante sob titularidade, direta ou indireta, de brasileiros natos ou naturalizados há mais de 10 (dez) anos;

IV – ter a gestão das atividades da empresa e a responsabilidade editorial sobre os conteúdos produzidos exercidas privativamente por brasileiros natos ou naturalizados há mais de 10 (dez) anos.

V – não ser controladora, controlada ou coligada a programadoras, empacotadoras, distribuidoras ou concessionárias de serviço de radiodifusão de sons e imagens;

VI – não estar vinculada a instrumento que, direta ou indiretamente, confira ou objetive conferir a sócios minoritários, quando estes forem programadoras, empacotadoras, distribuidoras ou concessionárias de serviços de radiodifusão de sons e imagens, direito de veto comercial ou qualquer tipo de interferência comercial sobre os conteúdos produzidos;

VII – não manter vínculo de exclusividade que a impeça de produzir ou comercializar para terceiros os conteúdos audiovisuais por ela produzidos.

[5] http://www.brde.com.br/fsa/documentos/modelos/

[6] http://www.brde.com.br/fsa/chamadas-publicas/producao/chamada-publica-brdefsa-prodav-142017/

[7] http://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/produto/BNDES-Procult/!ut/p/z1/04_iUlDg4tKPAFJABpSA0fpReYllmemJJZn5eYk5-hH6kVFm8V4WPs4eliYGPu5GwWYGjgGBhsYeQaFGFqGm-l5gjQj9IBPw64iA6oAqh1P6kUZFvs6-6fpRBYklGbqZeWn5-hFOfi6uwboBRfnJpTkl-gXZUZEAg0BeqA!!/

[8] http://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/imprensa/noticias/conteudo/programa-bndes-para-economia-da-cultura-aprova-1-operacao-uma-empresa-do-setor-de-games/!ut/p/z1/zVTRbpswFP2WPfDo2GAoYdI00Q4tXRJF20obeImMMeAJbGIbsv39nCzT1K5NNFWRxgvi-vqccw_3XpjDNcwFGXlNDJeCtPY7y682i2iezPwVWqDgzkfxBxz6aZig-dSDD4cE9MITI5g_uu-mLooXeH6ffr52b6MA3sMc5lSY3jQwK0TJ9IYLbbgZ6EGBgxrZMQfxrldMaOIgIQ2nnGgHUSkMG0rpoF7JWpGOgAMC6IkigNlj2XECSgLo0JrBxohNHAlwgeyZIpRIMNhLbI-tbaIEmhmpQMlATTqm99p6ykuYVZXLqiLwQRCgCPi4KEBBqwp4tAo97DMcltHRixNm5aet-nTOLPs3PLW8WdZWFjEN4KKScK1lqzQjijZWQf4YY3WLExTPbhaBn8zdjxE-JpxQkdkqwperwPBh5GwHUyFVZzvk6z-aNDvHsPJeyXAGPrgsfHhReN9_JfzTHvurR5_vsUsNmGXj37bbPLZLYD_N3w1c_3dbwHpWt7L4tQ5jUeCpNUexiimmJoOy4caY_q2DHLTb7SYH9kktx0mhbKS3GnupzL4KzQ37Xcv1oKkt5M_0vt–I9uBK66f42mktt48xYd9l3ZT_APkxdWX6e6uaupus0xwcHy146JamiB78xOQ87BO/dz/d5/L2dBISEvZ0FBIS9nQSEh/